Textos poéticos/contos/crônicas todas terças, quintas e sábados... ou quando a inspiração mandar...

segunda-feira, 29 de janeiro de 2018

Carta àquela a quem eu amo

Eu sei bem que errei muito nesse meu viver
E como ainda erro, meu Deus, me perdoa
Chutei muitas bolas fora do gol do amor
Pra tão longe de você, meu bem, minha querida

Eu fui tolo demais, confiei em paixões erradas
Olhei por tempo demais quem nada valia
Meus padrões foram distorcidos por meus instintos
Desnorteado sem a bússola do Céu dos céus

Um dia eu decidi parar de decidir por mim mesmo
Eu me decidi por deixar Deus decidir minhas decisões
E decidi descer até teus pés, amada minha
Nunca, eu te imploro, me deixa na poeira, deixe beijar teus pés e tudo o mais que seja você

Prefiro você às multidões de flores de um jardim com perfumes venenosos
Só tua fragrância, o cheiro de tua pele é que me importa, me fascina
Não vou deixar você sair fora de meus braços, nem que me arranquem eles de mim
Ainda assim quero estar colado e unido a ti, onde quer que você esteja

Lembre que sou um tolo falho e estúpido, sei bem
Mas sei ainda mais que em tudo isso não sei mais viver sem você

sábado, 23 de dezembro de 2017

Sequência de Amor


Sei que Papai Noel não existe
E por isso prefiro pedir a nosso Deus
Que traga-me a tua pessoa para mim
Um desses amores que nunca acabarão
Em tantas dificuldades que certamente podemos passar
Nenhuma delas seria capaz de me fazer te desistir
Cada uma destas dificuldades tornar-se-ão tijolo e cimento
Indicados para construirmos nosso castelo de amor
A cada dia mais e mais sermos um só

Deixo claro para ti meu bem:
Estou presente contigo até quando ausente, e você assim comigo também

Amar é mais que estar juntinho, é mais do que palavras, poesias e similares
Mas é uma sequência de atos, gestos e verdades que construimos juntos
O Deus do amor possa ser louvado e nos leve a sermos mais e mais um só coração
Realizando essa certeza que é uma fonte infinita, uma sequência de amor sem fim!

quinta-feira, 21 de dezembro de 2017

Vamos Fazer NOSSO Filme (homenagem a Renato Russo/Legião Urbana)

Nesse mar de coisas passageiras eu peguei a lotação para o paraíso eterno
Com teu amor dentro de mim jorrando para te preencher do meu
O coração da gente bate rebatendo tanta tacada ruim dessa vida, cruel jogadora de ilusões
Minha visão profética é te fazer feliz em nosso viver

O sol hoje nasceu dizendo bom dia ao verão e ao calor de teus braços deslizando em mim
O céu abriu-se e a chuva rendeu-se ao brilhar de meus olhos ao paralisar no mel dos teus
Desejoso de nessa doçura mergulhar e me afogar e me tornar habitante de teu habitat
Teu amor me faz mascar e cuspir fora todo gengibre do ódio gratuito que o sistema nos enfia
Pelos ouvidos e olhos nos consomem de fora pra dentro e de dentro pra fora seu terror crescente
Mas fiz meu cinema parar disso e decretei falência à franquia de horror sem chance de continuações
Agora estamos filmando um campeão de Oscar de:
- Melhor Diretor, Direção de Arte e Roteiro: Deus
- Melhor Fotografia: Nossos olhos
- Melhor Trilha Sonora: Um baita hard rock sobre nós dois
- Melhor Atriz: Você
- Melhor Ator: Eu
- Melhor Filme: Nós Dois, Para Sempre

Prepare seu melhor vestido de noiva pois estarei à sua espera junto ao premiador
E juntos vamos celebrar para sempre nossa vitória chamada AMAR!

"E hoje em dia como é que se diz 'eu te amo'?"
Eu digo assim, eu digo assado cozido frito grelhado ou até sushi
Como você quiser e se deliciar forever com my te amar <3

(Homenagem à música "Vamos fazer um filme" do Legião Urbana, e ao solstício de verão - 21/12)

sexta-feira, 8 de dezembro de 2017

Ontem foi janeiro

Ontem foi janeiro
Tudo passa tão rápido e aproveita-se tão pouco
Olhar pras folhas do calendário que passaram
Os dias marcados e bem poucos cumpridos
Tão compridos, tão curtinhos
Passam devagarosamenterrápidos
Não curtimos o que valeria a pena
Que pena, o vento carregou as horas do relógio
Aquelas que poderia ter preenchido com você
Aquelas que Deus levou, mas não me deixei levar por Ele

Eterno, faz-me fugir desse presídio consumidor
Em fé na esperança de Teu amor resgatador
Que lance-me da finita fome infinita do relógio
Pra infinita satisfação de Tua eternidade
De ter dentro de mim não o corre-corre do dia-a-dia
Mas escolhi esperar caminhando e trabalhando
Para que de nossa colmeia colhamos o mel
Que brilhando em teus olhos dar-nos-á forças
Até à eternidade, quando diremos
"Ontem foi quando? Não importa... o amanhã será eterno!"

(Recife, 03/12/2017)

terça-feira, 28 de novembro de 2017

Bem Querer Bem

Quero te agradar muito além de beijos
Te agradar além dos abraços
Te admirar muito mais que só teus olhos
Te desfrutar bem mais que teu corpo
Te desejar ademais de teus lábios
Te respeitar mais além de nossas diferenças e até pequenos desentendimentos
Que eles sejam tijolos e nossas reconciliações o cimento vindo dos céus
Para construirmos mais e mais nossa estrada e nosso castelo forte protegido por nosso Senhor
Quero todo dia relembrar cada detalhe seu, teus pensamentos, companheirismo, sentimentos
E até teus defeitos, por que não?
Eu também tenho os meus, a gente se ajuda a vencer cada um, sei bem que sim
Nem os maiores ou menores poemas, os melhores e mais majestosos versos meus
Conseguiriam traduzir o que desejo, o que anseio, o que busco, o que oro a Deus diariamente
Para nós

quinta-feira, 23 de novembro de 2017

Todo mundo é uma ilha, e a minha quer virar um continente com a tua


Deixam-nos à deriva aguardando um dilúvio nos carregar pra longe dos barcos de resgate
Quiçá sabe lá se nessa tábua nós dois sobrevivamos, ou juntos morreremos abraçados
Mas desse abraço tão inseparável ninguém consegue nos largar, nem à distância
Sua presença é vívida até nos meus momentos tão mortos dentro de mim mesmo

Seu olhar penetra o meu, ofusca-me e cega-me no enxergar profundo de teu ser
O mel que tanto desejei em terras distantes encontrei em ti, minha prometida, minha Canaã
Hoje amanheci morto, mas revivi com as palavras mágicas de tua voz, de ti
Ah, desaparecem todos os medos quando o segredo está em te abraçar com coragem de quem ama

Eia, tentam jogar-me na cova dos leões, eles dormirão ao meu lado como gatinhos manhosos
Mulher bonita nesse mundo tem as tulhas, mas mulher como você achava que só existia em sonhos
Vai ver estou em Oz e não consigo acordar, com essa pérola negra reluzente em meu céu
Sei apenas no final que não há nenhum lugar como nosso lar, nosso eu e tu, um

Encontrei uma ilha, rara, tão desejoso quero abraçar-me a ela
É você, meu bem, minha cara, minha bela

sábado, 4 de novembro de 2017

Tratado Acerca do Mel Vol. I de Infinito

Quem sabe um dia enfim assassinemos os mitos e paremos de crer em soluções fáceis
Quando eu voltar à órbita da Terra espero ver dias melhores pra sempre mesmo
Dias em que o mundo acorde de sua hibernação tão tola no braço esplêndido da alienação
Matar os semideuses que não salvarão ninguém, nem a si mesmos, da própria destruição

Ainda faltam-me palavras entretanto pra definir meu anseio
De encontrar um mundo livre S/A pra me abrigar da chuva de meteoros de dedos apontados a nós
Mas meu nó se prende ao teu enfim, baby
Quero ver quem poderia nos desgrudar quando o nó Divino terminar esse cordão de 3 dobrões

As asas se abriram, a rosa desabrocha e anuncia que os frutos estão chegando
Seria os nossos, para alegrar o mel dos teus olhos que eu quero provar?
Desliza essa doçura pelos teus lábios que não largam os meus nem nos sonhos
Quero a três matar: Minha fome, minha vontade e minha saudade de você

Em meio a esses loucos normais nós normalmente vamo viver um louco amor
Contra todo o mal, lógica, até no dia dos mortos a gente faz viver nossos corações
Apaixonar parou de ser medo, virou ambição minha em meio a essa guerra
Me esconder em tua terra que mana leite e mel